100% renovável e amigável ao meio ambiente – como a energia verde é gerada em um parque eólico Tempo de leitura 3 minutos
Energia

100% renovável e amigável ao meio ambiente – como a energia verde é gerada em um parque eólico

A Villares Metals está seriamente comprometida em oferecer soluções para este mercado e está capacitada a fornecer eixos forjados flangeados para a fabricação de rotores, bem como eixos para geradores e redutores.

energia verde

A energia eólica transforma vento em energia útil e é uma alternativa aos combustíveis fósseis.

Diante de um mundo globalizado, cada vez mais competitivo e em constante mudança é de extrema importância que exista preocupação com o meio ambiente e comprometimento com a sustentabilidade. A Villares Metals participa ativamente na cadeia produtiva de energia eólica, fonte de energia limpa e renovável, que não emite gases de efeito estufa, gases poluentes e nem gera resíduos.

A fonte de energia eólica já faz parte da infraestrutura elétrica de mais de 80 países. Até o fim de 2014 já existiam 24 países com mais de 1.000 MW de capacidade instalada. Atualmente representa cerca de 3% da matriz energética do mundo, com previsão de representar mais de 15% até 2030. A Dinamarca é o país que mais utiliza a energia eólica como fonte de energia, representando quase 40% de toda a matriz energética do país.

Parques eólicos são construídos em regiões com abundância de ventos fortes e constantes e já estão sendo construídos até mesmo no meio do oceano. Diversos fatores devem ser considerados para se escolher uma região adequada, assim como para se escolher o modelo de aerogerador mais apropriado para cada região. Condições climáticas como força e direção do vento, morfologia do terreno, proximidade do centro de consumo ou rede elétrica devem ser cuidadosamente analisados.

As torres eólicas são equipamentos grandes e robustos que, em alguns casos, podem chegar a medir mais de 200 m de altura e pesar cerca de 800 toneladas em sua totalidade.

Os aerogeradores mais comuns são os de eixo horizontal, pois são tecnicamente mais desenvolvidos, sendo considerados os mais adequados quando se trata de produção de energia elétrica em larga escala. Quanto ao número de pás, os mais utilizados são os de três pás. Hoje em dia já existem aerogeradores capazes de atingir potência de até 10 MW.

Mas como esses equipamentos conseguem transformar vento em energia elétrica?

No topo da torre é onde a mágica acontece! Lá ficam instalados:

Eixo forjado flangeado

Eixo forjado flangeado produzido pela Villares Metals.

 

  • Aparelhos de medição
  • Pás rotatórias (hélices)
  • Cubo rotor
  • Nacele: eixo principal, redutores, gerador, sistema de refrigeração e painel de controle.

 

 

Os aparelhos de medição indicam a velocidade e direção do vento, o que define o melhor posicionamento das pás. Sendo assim, as pás são devidamente posicionadas e reguladas para o melhor sentido e angulação a fim de que seja obtido o máximo de aproveitamento do vento.

As pás ficam conectadas ao cubo rotor, captam o vento e transmitem a sua potência a um rolamento que está ligado ao eixo principal, estando este atrelado a um redutor/multiplicador. A partir do multiplicador a energia mecânica é transmitida a um gerador que a transforma em energia elétrica.

A necessidade de buscar soluções sustentáveis para atender ao aumento de consumo de energia elétrica nos próximos anos indica fortes tendências de crescimento desse segmento por todo o mundo. A Villares Metals está seriamente comprometida em oferecer soluções para este mercado e está capacitada a fornecer eixos forjados flangeados para a fabricação de rotores, bem como eixos para geradores e redutores.