Kaizen, Kanban, Heijunka – não são palavras estrangeiras para as empresas de manufatura do Grupo voestalpine Tempo de leitura 3 minutos
Carreira

Kaizen, Kanban, Heijunka – não são palavras estrangeiras para as empresas de manufatura do Grupo voestalpine

O conceito de Lean Management e seus instrumentos têm encontrado o seu caminho para as empresas de produção dentro do Grupo voestalpine

Kaizen, Kanban, Heijunka – não são palavras estrangeiras para as empresas de manufatura do Grupo voestalpineO que é “Lean Management”? Os conceitos básicos da mentalidade enxuta não são novos. Eles evoluíram ao longo de diversas etapas ou “eras”, começando há quase um século em 1914, quando Henry Ford montou o que chamava de “produção em fluxo” na sua fábrica de Highland Park em Detroit. No final da década de 1940, os conceitos enxutos foram testados em todas as áreas do negócio da Toyota. Onde o sistema de entrega (fulfillment), do pedido, passando pela produção, até a entrega, foi transformado por Taiichi Ohno.

O histórico conceito de gestão “Lean” é bem conhecido em vários setores industriais e ultimamente também em alguns setores de serviços. O fenômeno japonês pós-guerra e o êxito inequívoco da Toyota foram as bases para estudos sobre esta nova abordagem de administração de negócios. Apesar de se tratar de experiências vinculadas à indústria automotiva, ficou desde então claro que sua aplicação poderia ser expandida para vários setores, mesmo aqueles não produtivos e para todos os processos da organização, migrando a abordagem do “Lean Manufacturing” para o “Lean Enterprise”.

Sendo o objetivo do conceito organizacional Lean a eliminação dos desperdícios, fornecendo aos clientes melhores produtos e serviços – de forma eficiente e eficaz.

O sistema Lean Manufacturing foi adotado pela Villares Metals no ano de 2011, visando a redução dos estoques, agilidade na entrega dos produtos aos clientes com elevada qualidade e baixos custos, realizando estas atividades de forma cada vez mais eficaz, ou seja, produzir mais com menos recursos, menos esforço, menos equipamento, menor tempo e espaço físico.

Com um treinamento corporativo a Villares Metals no Brasil explica o conceito de gestão Lean, apresenta os instrumentos utilizados e também dá ao participante do seminário a possibilidade de aplicá-los diretamente. Usando uma mini-fábrica com máquinas e equipamentos realistas, o processo de produção de aço especial é repetido. Representante para o produto de aço plasticina é usado.

Um total de quatro rotinas de entrada de pedidos fictícios deve ser concluído na fábrica de treinamento – cada vez com um progresso significativo. As razões para a melhoria estão vários instrumentos de gestão Lean, tais como padrão de setup, Kanban ou melhoria de logística, que são realizadas de forma gradual. Após a última rodada tanto tempo de produção e qualidade do produto pode ser significativamente aumentada – os resultados comprovam a eficácia do conceito Lean e finalmente todos os participantes podem aplicar esse conhecimento em suas próprias áreas.

Glossário:
Kaizen:
Filosofia japonesa da melhoria contínua
Heijunka: Nivelamento da produção em termos de volume e mix de produtos
Poka Yoke: Princípio para evitar erros não intencionais
Kanban: Cartão de sinal para controlar e manter o fluxo continua de produção